terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Aquele em que Phoebe faz pornô

Um dos meus episódios favoritos de Friends! Aquele Em Que Chandler Não Consegue Chorar (The One Where Chandler Can't Cry, 2000 de Kevin Bright), 14° da 6ª temporada.

Depois que um gordinho (com cara de tarado) pede autógrafo para Phoebe Buffay (Lisa Kudrow), Joey (Matt LeBlanc) fica com a pulga atrás da orelha. A loira, claro, acha que é um fã de suas canções folk.

Ela havia virado uma sensação da indústria pornô sem saber! Estrela de Buffay, The Vampire Layer, paródia pornográfica do seriado Buffy, A Caça Vampiros (Buffy the Vampire Slayer).

Enfim, Joey aluga o VHS e leva pra galera ver sua descoberta. Ver, não assistir! É o único dos cinco que se opõe a assistir a fita por respeito à amiga.

Esteticamente mudou tanto de lá pra cá, mas naquele tempo as atrizes hardcore usavam o cabelão igual ao que ela está usando. E unhas de tamanduá vermelhas!

O naturalismo que as platéias de agora exigem na ficção se estende ao sexo explícito. Não há espaço para falsas aparências entre essa geração de imaginação limitada.

Bizarrices à parte, Rachel (Jennifer Aniston) repara que Phoebe não tem tatoo no tornozelo. Por tanto, tratasse de Ursula, a irmã gêmea mau caráter!

Tão idênticas, que se Phoebe topasse alugar seu nome como a irmã propõe, poderia ter ganhado bons trocos. Sem suar a camisa!

[Ouvindo: I Wanna Be Your Dog – The Stooges]

9 comentários:

Moyses Ferreira disse...

SÓ VI E VEJO FRIENDS PQ TEM A LISA KUDROW. GÊNIO E PONTO FINAL!!! AMO.

Refer disse...

Friends se equilibra entre o moralismo mais rasteiro e a absoluta amoralidade. Vai ver é isso o que fez (faz) o sucesso da série. A gente vê os personagens reagirem com chiliques puritanos diante de qq coisa que afronte a "normalidade", assim como reagem com indiferença aparente a fatos que deveriam causar incômodo às pessoas comuns.

Não vi a esse episódio (aliás, vi muito pouco de toda a série), mas parece ser exemplar da dicotomia amoral/moralista de Friends, que é típico da própria sociedade das últimas duas décadas.

Fora isso, pelo que vi, a série é brilhante como sitcom: txts, interpretação e, principalmente, elenco — acertaram o elenco em cheio, é gente bonita, mas sem nenhum exagero e sem a glamourização que torna personagens inverossímeis.

Miguel Andrade disse...

Moyses, dugo o mesmo! "SÓ VI E VEJO FRIENDS PQ TEM A LISA KUDROW. GÊNIO E PONTO FINAL!!! AMO." Amo, amo, amo!

Ela é a melhor!

Refer, verdade! Mas na época, em plena bandalheira da TV no Brasil (shushi erótico no Faustão, banheira do Gugu, peitinhos na novela das 8) tinha refletido que eles jamais mostrariam alguma delas peladas, em compensação falavam palavrões.

Aqui era exatamente o contrário. A estrela máxima de uma novela mostrava os seios, mas jamais diria as palavras "Puta", "Merda", etc.

Cada país com seus pudores.

Enfim, concordo! O sucesso deve ter sido mesmo pelo elenco, com talento e um tipo de beleza estranha (gente nariguda, baixinhos, etc.) e um excelente texto.

Estou revendo em DVD e me espanto o quanto aconteciam coisas em 20 minutos de ação.

Friends, A Sete Palmos, Lost, Mad Men (etc), me fazem chorar de soluçar o quanto nossa TV está atrasada. A qualidade técnica não acompanhou a inteligência do conteúdo.

Refer disse...

Aí está o acerto: não é beleza "estranha", é beleza comum. Vc tropeça em gente assim em qq shopping ou supermercado.

Li em algum lugar que a Jennifer Aniston (a única da turma que conheço pelo nome) é a atriz/celebridade hoje mais imitada nos EUA. Por quê? Porque além de ela ser célebre, talentosa, bela, simpática etc. ela é comum, é mais fácil imitá-la do que Beyoncé ou Gisele Bundchen, por exemplo.

Miguel Andrade disse...

Refer, pois é! Mas na época não havia gente assim na TV.

E acho engraçado como eles ainda são notícia. Mais Aniston mesmo, mas todos os outros também: Casou, se separou, vai ter filho, etc.

André disse...

Eu já vou na contra-mão. Revendo Friends em DVD, pra mim quase todo episódio é a mesma coisa: uma ou duas idéias bacanas e mais um monte de banalidade burocrática pra encher lingüiça. Parece que as risadas gravadas são mais engraçadas do que a maioria das piadas.

Mas tem seus bons momentos, como esse. E Lisa Kudrow realmente é demais!

Miguel Andrade disse...

André, uma ou duas piadas bacanas já está excelente diante do terreno árido televisivo.

Leo disse...

Phoebe Buffay sempre foi, de longe, a melhor personagem da série. :D

Essa padronização dos performers nos filmes pornôs fez tudo ficar tão clínico e chatíssimo. A graça toda estava na fantasia, coloca o Ken ou a Barbie que dá o mesmo resultado.

Miguel Andrade disse...

Leo, mas hoje é um povo comum, em termos de garotas. Antes elas eram todas montadas.

Talvez os caras estejam mais padronizados.

Related Posts with Thumbnails