terça-feira, 30 de novembro de 2010

Leslie Nielsen e os bobos da corte a granel

Sabe comediante pastelão que parece conquistar o planeta como o mais engraçado da história e depois é prontamente esquecido? Detesto todos!

E surge um novo a cada verão, levando o anterior de volta ao ostracismo. Ao esquecido resta tentar ser visto como ator sério.... E tchau, tchau!

Leslie Nielsen, que faleceu no último domingo, dia 28, foi um dos primeiros a me dar náuseas. Rei das comédias que simplesmente não fazem rir.

A culpa foi de Corra Que A Polícia Vem Aí!(The Naked Gun: From the Files of Police Squad!, 1988), quando o diretor David Zucker empilhou todas as fichas no primitivismo da grande massa pagante de bilhetes. Sorte e azar nosso que nesse tipo de público junto a ausência de neurônios, há ínfima memória.

Assim sendo, rei morto rei posto! Esquecem com facilidade espantosa de quem os fez morrer de rir ontem, e buscam novos palhaços da apelação.

No caso de Nielsen, encontrá-lo em filmes antigos e clássicos é absurdamente chocante para quem cresceu na década de 80. Quando tentou carreira como galã de TV e ator de aventurar populares.

Entre eles, a obra-prima O Planeta Proibido (Forbidden Planet, 1956 de Fred M. Wilcox). Ousada sci-fi que transporta A Tempestade de William Shakespeare para uma galáxia distante.

O ator, já grisalho, bateu na trave de se tornar um grande nome ao aparecer como capitão no catastrófico e oscarizável O Destino de Poseidon (The Poseidon Adventure, 1972 de Ronald Neame). E aposto que o público atual, ciente de suas trapalhadas, jamais entraria num cruzeiro pilotado por ele.

Bizarro mesmo é encontrá-lo nos testes de elenco da mega produção Ben-Hur (1959 de William Wyler). Nielsen chegou a ser seriamente cogitado, tanto que fez testes com outros dois atores que seriam Messala.

Na imagem maior deste post é o da nossa esquerda, está ao lado de Cesare Danova. Como bem se sabe, Charlton Heston acabou ficando com o papel que lhe rendeu seu único Oscar de melhor ator.

[Ouvindo: Ich Bin Wie Du – Marianne Rosenberg]

6 comentários:

qualquergordotemblog disse...

Ah Miguel, queisso! Por mais que, de tanto repetida a fórmula, as produções dos Zuckers já tenham cansado sou mais qualquer uma delas a um único filme do Adam Sandler ou do Rob Schneider.

Miguel Andrade disse...

Qualquergordo, Zucker pra mim é só Apertem os Cintos e Top Secret. A partir do Corra Que A Polícia Vem Aí! prefiro fugir.

Jorai disse...

certíssimo!!! tb acho o cara super sem graca!

Miguel Andrade disse...

Jorai, né? Humor assim só me faz sentir vergonha alheia.

Refer disse...

O que + me incomoda no Leslie Nielsen é que em qq filme e em todas as cenas e em todas as fotos o cabelho dele está com brilhantina.
Além disso, eu sempre confundo o nome dele com o de Liam Neeson (pqp, dois malas!).

E vem cá: Leslie não é nome de mulher?

Miguel Andrade disse...

Refer, ou seja, irritante em incontáveis sentido!

Também confundo o nome dele.

Related Posts with Thumbnails