segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Aquilo que o povo quer

Pelas chamadinhas de capa, essa Tops tem cara de ser revista de amenidades com mulher sem-nua na capa. Igualzinho às nossas Manchete e O Cruzeiro nos idos das vacas magras.

Por enquanto, a Veja tem apelado para outros expedientes... Super prefiro uma bela garota na capa aos mexericos do momento, ou aquele ranço político de uma nota só.

Mas presta atenção ali no canto superior direito! A rixa de Joan Crawford com Marilyn Monroe rendeu mesmo muito pano pra manga em 1954.

E com quem Miss Crawford não arranjou treta? Relembre o bafafá com Marilyn clicando aqui.

[Ouvindo: Le Printemps À Paris - Jacqueline Taieb]

10 comentários:

Tchia Deslogada disse...

Tchio, essa tá meio que pra VIP do tempo do êpa.

A VEJA quando não é bapho político monocórdio, anda numas de versão impressa do Globo Repórter: veja porque séquesso faz bem pro seu coração, veja porque comer mío frito faz bem pras suas tripas, as úrtimas descobertas da dermatologia, piçicologia, otorrinolaringologia...

Miguel Andrade disse...

Tchia, deve ser isso que o povo quer hoje em dia... Por mais que a gente reclame.

Minha principal birra com a Veja é que, assim como todo veículo que alcança certo status, senta-se num troninho imaginário e sai cagando regra. Seja na política, na cultura ou na sociedade.

E o que mata MESMO, é que as regras são sempre óbvias. Consigo discorrer sobre o teor do texto dessa revista antes de le-lo.

Glauco disse...

Miguel, mas a Manchete sempre lançou mão das beldades na capa. O problema da Veja é que ao escolher a política como chamariz, o povo acredita que é uma revista séria.

Miguel Andrade disse...

Glauco, sim! O "nos idos das vacas magras" era para O Cruzeiro. Lembro de já ter feito um post aqui a respeito.

Ah, mas quanto a Veja, nem se trata do povo. O povo nem compra ela.

Veja é coisa de classe média elitista... Calcanhar rachado, mas elitista.

Glauco disse...

Minhas poucas lembranças de política na Manchete eram as homenagens a JK, amigo pessoal do Sr. Bloch. O Cruzeiro realmente conheço muito pouco da trajetória, tenho poucas em casa, rsrs. Quando escrevi povo, de fato me referia a "massa cheirosa" classe média e elitista, que jura ser muito bem informada pois lê a Veja, hehe.

Miguel Andrade disse...

Glauco, Machete era revista semanal de amenidades... Não me referia só a política.

É! Não há definição melhor que "massa cheirosa".

Glauco disse...

Sim, sim, concordo, sei que não se referia só a política, apenas minhas lembranças. Taí, revista semanal de amenidades seria um ótimo filão para Veja.

Miguel Andrade disse...

Glauco, ela vai a caminho... Duvida?

Glauco disse...

Depois de perder mais uma eleição, não duvido mesmo, Miguel!

Miguel Andrade disse...

Glauco, eu a encaro assim já faz algum tempinho.... Hehehe

Related Posts with Thumbnails