sexta-feira, 29 de outubro de 2010

O mistério de Bambi Woods

Não dá pra chamar Bambi Woods de Falconetti dos filmes adultos porque ela não fez apenas Debbie Does Dallas, o filme que a tornou famosa. Mas também Debbie Does Dallas 2 e mais um loop. E só!

Sumiu do mapa! Tomou chá de sumiço gerando um mar de boatos sobre seu paradeiro.

Até aí nada demais, já que é comum no mercado X-rated as bonitas trabalharem por um punhadinho de trocados e sumirem do mapa. Mas Debbie Does Dallas não é qualquer filme.

Na história, grupo de torcedoras de time de futebol americano dá duro pra arrumar dinheiro e mandar sua líder para Dallas, para ela se tornar uma tradicional “Cowboy Cheerleader”. Produzido em 1978, na chamada era de ouro do gênero, é considerado um dos filmes mais rentáveis de todos os tempos.

Custou quase nada e é comercializado até hoje em Blu-Ray, depois de passar por DVD, LD, VHS, etc. Tão lendário que volta e meia produzem novos Debbie Does sabe Deus pra onde. Na década de 90 gerou ainda série de quadrinhos eróticos.

E que fim levou sua estrela, alçada ao papel de ícone da cultura pop? Não há consenso nem sobre seu verdadeiro nome.

Dizem que depois de trabalhar como estriper em Los Angeles, morreu de overdose em 1986. Outros mais dramáticos contam que ela teria sido assassinada pela máfia, cujos elos com a indústria pornográfica daqueles tempos também eram comentados.

Em 2005, o canal britânico Channel 4 (conhecido no Brasil por ter produzido o documentário Beyond Citizen Kane) contratou um detetive particular para achar a moça. O resultado das descobertas dele saiu em “Debbie Does Dallas Uncovered”: NADA! Nem sinal de Babi Woods!!!

Até que em 2007, o site Yes But No But Yes, depois de fazer uma matéria do tipo “por onde anda todo o elenco hoje” recebeu e-mail com uma pista. Um dos leitores ao passar férias com a esposa teria conhecido uma senhora (de uns 50 anos) com um rosto bem familiar.

Ao ser indagada se era a atriz de Debbie Does Dallas, ela teria dito que sim, que não tinha problemas com isso, seu marido sabe de seu passado, e que nunca se escondeu, apenas não explorou a antiga carreira. Se é que era ela mesma, se o cara não inventou tudo.

A página se interessou por entrevistar a suposta Bambi que aceitou, contanto que não mostrasse o rosto por causa dos filhos. Cheia de contradições e bem vaga, a entrevista só serviu para colocar mais lenha na fogueira.

Scaramouch, o entrevistador diz ter 85% de certeza de que se trata de Bambi Wood, mas a boa maioria dos leitores nos comentários duvida muito... Leia a entrevista (em inglês) clicando aqui.

No Brasil temos um caso bem parecido. Após participar de várias pornochanchadas e duas telenovelas na TV Globo (Transas e Caretas e Vale Tudo), o galã Germano Vezzani “desapareceu”, conforme você lê aqui.

Veja também:
Rainha do pornô aos 15 anos
A única que dormiu com John Holmes
A memorável Marilyn Chambers
Star 80: A coelhinha assassinada


[Ouvindo: She A Rainbow - The Clark]

4 comentários:

Glauco disse...

Essa década para o X-rated é fenomenal. Comecei a acompanhar o gênero nos 90, até pela minha idade, mas os 70s não tem comparação. Ainda não vi Debbie Does Dallas... mas um dos meus preferidos é Insatiable (1980), com a saudosa Marilyn Chambers.

Miguel Andrade disse...

Glauco, VEJA Debbie Does Dallas!!! Acho bem WOW!! Já vi muitas vezes, se é que você me entende.

Vou procurar já esse Insatiable nas bimbocas da web.

Igres Leandro disse...

Pô, post interessante. Gracinha ela. Na primeira imagem me lembrou a Cloë Sevigny.

Miguel Andrade disse...

Igres, e eu a reconheceria. Tem um nazinho e boca bem específicos.

Related Posts with Thumbnails