segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Você sabe o que é caviar?

Para o chef de O Cozinheiro, O Ladrão, Sua Mulher e o Amante (1989 de Peter Greenaway) há uma explicação para a supervalorização das ovas de esturjão. Comendo alimentos pretos as pessoas sentem-se devorando a morte.

Poder peitar a grande ceifadora, seria motivo mais do que suficiente para se aceitar pagar altos preços. É difícil lembrar de outra comida da mesma cor.

Nem qualquer outro prato de gosto, cheiro e aparência duvidosa que preserve status tão refinado. Particularmente, não sou afeito a correr riscos. Passo!

Mas... Minha amiga dona de casa, sem gato pra puxar o rabo e com senso de aventura, pode se arriscar! Ana Maria Braga já deu receitinha alternativa e caseira garantindo ser ~delícia~, veja!.

[Ouvindo: Boy On A Dolphin – Anthony Perkins]

14 comentários:

Leticia disse...

Caviar não tem nada demais. Nem trufas... O pessoal produtor é que teve o insight de valorizá-los ao absurdo.

Certos estão eles. Eu faria a mesma coisa. É assim que segue o mundo, oras!

Miguel Andrade disse...

Letícias, trufas mas muuuuuuuuuito menos graça ainda. Os produtores encontraram um nicho fabuloso!

Leo disse...

Não tem coisa mais festa de casamento de novo rico do que canapé com caviar.

Miguel Andrade disse...

Leo, blini! Nada mais do que míseras panquequinhas!!! hahaha

Djalma disse...

Alimento preto? Que tal aquele ovo chinês que é enterrado, fica lá "dormindo" uns meses e depois é vendido como iguaria?

Achei umas fotos lindas no google. Abram depois do almoço, eu recomendo pra quem quer sofrer de bulimia e não consegue:

http://bocaberta.org/2009/12/ovo-centenario-outra-iguaria-da-culinaria-chinesa.html

Miguel Andrade disse...

Djalma, putz, esse ovo se encaixa sim! E não deve ser barato!

Leticia disse...

Se fôssemos inteligentes já teríamos transformado a buchada de bode em iguaria regional...

Verif. palavras: lingutia

Então, incuo nisso a língua tb.

Miguel Andrade disse...

Letícia, incontáveis coisas nossas que seriam high class lá fora. A começar pelo brigadeiro.

Leticia disse...

Provavelmente já devo ter dito aqui que acho os doces brasileiros de uma grosseria sem-fim. Mas o brigadeiro, vamos e venhamos, é muito phyno. Desde que feito segundo a receita original, não aqueles de farinha....

Miguel Andrade disse...

Letícia, não tinha dito. E bizarro como a receita não viajou mundo afora.

Leticia disse...

Custcha caro... Prova do que digo é a adulteração farinhal...

Um americano se entupindo daquilo iria à falência. Melhor se entubar com Donuts....

Miguel Andrade disse...

Letícia, tem razão. Uma vez indiquei a receita a uma amiga de NY e ela não achava leite condensado à venda!

Leticia disse...

Deve ser porque leite condensado te obriga a FAZER a coisa. Pra eles, melhor comprar um porcaritos, abrir e comer tudo de uma vez, com funil.

Miguel Andrade disse...

Letícia, vi o John Waters outro dia na TV falando uma sábia verdade: Americano só é magro em Hollywood!

Related Posts with Thumbnails