terça-feira, 20 de julho de 2010

Férias: A maior viagem é na Globo

Anúncio publicado no Estadão em janeiro de 1992 com a programação de férias da TV Globo. Parece que nunca muda, mas não é bem assim...

Havia mais enlatados preenchendo seus horários. Olha Barrados no Baile (Beverly Hills, 90210) com “novos episódios!”.

Antes da TV paga chegar (ou se popularizar), ninguém separava episódios por temporadas. O piloto era anunciado como “O longa metragem que deu origem a série”.

E a emissora exibiu o “longa metragem que deu origem a série” de Beverly Hills, 90210 numa Sessão da Tarde. Creio que o título esdrúxulo que a série ganhou aqui é porque os gêmeos recém chegados de Minnesota vão a um baile nesse episódio.

Outra! Que tempos eram estes em que grandes clássicos de Hollywood são anunciados como preciosidades?

Hoje, qualquer coisinha 90’s exibida depois das 0hs alguém chia no Twitter de que é filme velho. Não que antes todo mundo curtisse obras-primas cinematográficas...

A diferença é que zumbis têm muito mais voz e visibilidade. E televisores com controle remoto (coisa que também não era lá muito comum) pra trocar de canal rapidão ao menor sinal de não estarem entendendo.

[Ouvindo: Il Potere – Gianni Ferrio]

10 comentários:

Refer disse...

Eu tinha/tenho a impressão que a série se chama Barrados No Baile por causa do hit de Eduardo Dusek

http://www.youtube.com/watch?v=nthqY0s8h0E

Miguel Andrade disse...

Refer, óbvio! A expressão "Barrados no baile" era comum numa época anterior e título da canção do Dusek, mas não era sobre isso que me referia.

O título da série foi por aí, preguiça de quem resolveu dar nome sem ver do que a série realmente se tratava, nem assistir ao episódio inteiro. Eles nem são barrados nem nada no tal baile.

Aliás, nem é sobre uma dupla de irmãos pobres fazendo de tudo para se darem bem entre os riquinhos. Eles são aceitos e fazem amizades logo de cara.

qualquergordotemblog disse...

Gostei do Living Colour no Grammy 92 e do destaque para os clássicos do cinema

Miguel Andrade disse...

qualquergordo, a Globo tinha o Grammy! Hoje acho que até o Oscar seria melhor negócio se a emissora do Bispo conseguisse os direitos.

A emissora do Bispo ou qualquer outra menor. A Globo só avacalha com o Oscar na TV aberta.

Leo disse...

Dá depressão ver a lista de clássicos na imagem e comparar com as coisas que eles reprisam até cansar hoje em dia.

Miguel Andrade disse...

Leo, impossível que isso não queira dizer nada com os rumos da humanidade.

A Rosana Hermann lembrou no Twitter que adaptou Ti-ti-ti para os livros que vinham de brinde no Omo. Imagina que época era esta em que livros eram dados de brinde para as donas de casa comprarem um produto? LIVROS!

Tchia Deslogada disse...

Tchio, um dos primeiros livrinhos infantis que tive, daqueles que vinham com disquinho, veio de brinde no RINSO. Bons tempos.

Vixe, nem lembrava mais da "Terça Nobre"...

Miguel Andrade disse...

Tchia, então... Quando que a gente vê esse tipo de coisa hj? Estamos caminhando a passos largos do planeta dos macacos.

Rubens disse...

Rapaz, eu vi "o filme" de Barrados no Baile na sessão da tarde, lembro até hoje do dia, e dps acompanhei o seriado religiosamente!!!

E acompanhei a série até a Dona perder a virgindade, achei um absurdo ela transar sem casar e desisti de vez da série...ahahahaha

Miguel Andrade disse...

Rubens, eu desisti da série exatamente pelo contrário. Muito careta! Sempre precisam dar lição de moral.

Related Posts with Thumbnails