quinta-feira, 22 de julho de 2010

Além do cigarrinho de cravo

Lady Terminator!!!! Gema do cinema da Indonésia que a gente começa se divertindo logo pelos nomes que aparecem nos créditos.

Cameraman: Chuchu Suteja! Oi? Falando nisso, o filme tem a fotografia parecia com a da publicidade 80’s, ou com cara de filme dos Trapalhões da mesma época.

A referência principal (obviamente) é O Exterminador do Futuro (The Terminator, 1984), mas a vilã corre igualzinho ao robô do outro filme! É de 1988, mas previram como o T-1000 correria em 1991...

Só que nossa aventura não tem NADA a ver com robôs! Começa 90 anos antes, numa ilha onde perigosa feiticeira transa com homens, se não se satisfazer, uma enguia sai de sua vagina e arranca o pênis do parceiro!

Até que um louro, alto, musculoso e bom de cama, consegue catar a enguia! Fula da vida, a bruaca resolve sumir do mapa prometendo se vingar no futuro, da bisneta do cara.

Após nove décadas, a tal bisneta é uma cantora com aparência de Rosana, aquela do “Como uma deusa...”. Tem tudo para se tornar pop star, mas garante que a fama não é seu negócio.

Ela é muito sem graça! Bacana mesmo é a antropóloga (ela diz isso várias vezes com a mesma entonação da apresentadora Maísa quando fala: “Sou cantooooora, meu filho!”) que vai atrás da lenda da bruxa dos mares e acaba possuída por seu espírito!

A mulher vira uma máquina! Com o mesmo apetite sexual e a mania de castrar os amantes, só que com o diferencial de às vezes soltar raios lazer pelos olhos.

Me lembrou bastante a Bianca Byton. Se a Bianca Byton tivesse o corte de cabelo da Christiane Torloni na novela A Gata Comeu, de Jô Penteado.

E é isso, amigos! Nove décadas depois, a vingança da ancestral era possuir turista intelectual pra fuzilar a bisneta do cara que pegou a cobra.

Fuzilar a bisneta e/ou CENTENAS de figurantes que vão aparecendo pelo caminho. E mesmo com todos sabendo que ela é imortal tentarão explodi-la de qualquer jeito!

Como herói do pedaço temos um policial americano viúvo que não quer saber de mulher ao ponto dos amigos acharem que é gay. Isso até conhecer a tal bisneta sósia da Rosana-Como-Uma-Deusa...

Não há quase nada de nudez, mesmo com o mote sexual, fora um peitinho aqui, outro ali. Em compensação, aguarde por muito corre-corre, sangue, tiros e explosões!

Tudo explode, capota mas não breca! O que deve justificar os carros serem todos umas latas velhas.

E olha eu terminando o post sem me falar dele! O Rambo indonésio de mulet extravagante.

Aparece pouco, tem só duas ou três frases... Mas carismático, rouba a cena. Palmas pra ele!



[Ouvindo: Crisi dell'Industria – Francesco Tamponi]

12 comentários:

Leo disse...

Se não tivesse imagens do filme, eu ia dizer que era invenção sua. Parace bom demais pra ser verdade.

Miguel Andrade disse...

Leo, bom? É ÓTIMO!!!

Refer disse...

Achei a bisneta-cantora parecida com a Bianca ('Vou Pra Casa Rever Os Meus Pais')

http://www.youtube.com/watch?v=hKqFm1FhV4A

Miguel Andrade disse...

Refer, credo! Nunca tinha ouvido falar nessa Bianca.

Filmes Malditos da Meia-noite disse...

O final com ela destruindo o helicoptero com o raio laser dos olhos é no minimo espetacular

Miguel Andrade disse...

Filmes, sim! E ficou bem feito, pelo menos eu achei...

Não coloquei aqui pra não ser spoiler! rs

Tchia Deslogada disse...

Jisuis, eu preciso ver isso. SENSACIONAL!

Miguel Andrade disse...

Tchia, sensacional? Você não tem ideia! Estas capturas não revelam NADA do que te espera!!! :D

Glauco disse...

E eu sempre esperando um filme de arte de uma cinematografia exótica do Oriente, hehe. Curti esse!

Miguel Andrade disse...

Glauco, esse é arte! Tá pensando o quê? Super intelectual....

Glauco disse...

Preciso ver, onde encontrar?

Miguel Andrade disse...

Glauco, em qualquer biboca! Coloca no Google.

É um daqueles filmes muito, mas muito mais famosos hoje do que na época em que foi lançado. Pode apostar.

Related Posts with Thumbnails