quarta-feira, 26 de maio de 2010

Sylvia Kristel como nunca vimos: nua!

Lembrei da existência deste site, em que o cara transforma Barbies em estrelas de cinema, outro dia. Assistindo Precipício D’almas (Sudden Fear, 1952) reconheci que um dos figurinos da Joan Crawford era o mesmo que eu já tinha visto nas tais bonequinhas.

E já tinha postado a respeito! Bastava procurar nos arquivos do blog e checar se a memória não me traía.

Wow! Mas é um post de maio de 2003! 2003! E eu estava errado nele, o artista se vira até pra recriar as roupas.

Quanta água rolou desde 2003? Engraçado é que não consigo de jeito algum me lembrar de coisas banais, como os números dos meus telefones.

Talento para memorizar coisas inúteis deve ter alguma utilidade. Só preciso saber qual é...

Veja também:
Gente grande pra gente pequena


[Ouvindo: Klang Yok – Sornpetch Sornsupan]

8 comentários:

Leo disse...

Me identifico totalmente, e considero o talento para decorar coisas inúteis uma virtude. Eu nunca fui capaz de decorar uma fórmula de matemática ou o meu número de celular, mas posso citar incontáveis falas de diversos filmes. De que adianta poder telefonar pra si e não saber citar Norma Desmond?

Miguel Andrade disse...

Leo, nossa! Belas palavras!

Everaldo disse...

Que Artista Maravilhoso!!!
Dei uma espiadinha no Site dele e As Barbies ficaram idênticas as deusas do Cinema!!!!
Belíssimo Trabalho!!!

Miguel Andrade disse...

Everaldo, tem um cara no Brasil que faz igual. Deve ter se inspirado nele.

Glauco disse...

Miguel, tem uns caras, aqui no Brasil e no exterior, que fazem dessas bonecas misses e organizam até concursos internacionais. Olha isso:

http://www.missdoll.com/

http://www.missdu.net/

Miguel Andrade disse...

Glauco, Deus!!! Que povo ocupado!

Refer disse...

Vi um programa de TV sobre colecionismo, há muito tempo, que dizia que todos os grandes colecionadores de Barbies no mundo inteiro são, sem exceção, homens adultos.

Duvido que a empresa que comercializa a boneca não leve isso em conta quando produz séries e mais séries de Barbies. Quem sabe, o publico-alvo, hoje, da Barbie não seja justamente o colecionador.

Miguel Andrade disse...

Refer, tanto que lançaram bonecas ícones gays nem faz tanto tempo assim. Me lembrei do post que fiz a respeito agora.

Related Posts with Thumbnails