sexta-feira, 21 de maio de 2010

Para vários talheres

E o que me comoveu nesta capa é a alegria da loura. Refiro-me aquela que está à nossa direita.

Sabe quando por pura falta de opção a gente vai no Habib’s e dá o azar de ser dia de promoção? Nos dão aquelas esfihas murchas em dobro!

Feliz com o prêmio mas não se sabe direito o que fazer com aquilo tudo...

[Ouvindo: Creep – Radiohead]

18 comentários:

Moses Aron disse...

Menino, é verdade!! Mas sabe que frefiro a outra! Ela tá olhando pro cara da produção que não é tão forte assim, mas é macho!!!!!!!!

Miguel Andrade disse...

Moses, "aquela que vê além"! hahaha!

Leticia disse...

A iludida - veja bem - exibe um biquíni pré era tecidos sintéticos que esticam e voltam. Isso era bom quando a ente saía da água...

Miguel Andrade disse...

Letícia, ainda hoje tava comentando o uniforme da tripulação da Enterprise. Anterior à criação do tecido elástico que se ajusta ao corpo.

Leticia disse...

Não, aquilo já era helanca, imagino. Já tinha certa maleabilidade, o que poderia ser bom ou ruim, dependendo do corpitcho que a recheava. Cap. Kirk, tudo bem. Ten. Ohura, óptemo! Spock, tá, beleza. Agora, o dr. McCoy...

Miguel Andrade disse...

Letícia, mas não era a malha que conhecemos hoje.

l disse...

Nem de longe...

Miguel Andrade disse...

I, só sobrou o I?

Leticia disse...

Eu, hein? Pressa por causa de um livro monstro que estou terminando, graças a Deus!

Miguel Andrade disse...

Letícia, amém!

Refer disse...

Helanca? Caraca, como a Leticia lembra dessas coisas? Havia outro tecido elástico na época, o 'fio escócia' — todo mundo nos anos 60 teve malha de 'fio escócia', a minha era vermelho mesclado com branco. Acho que o 'fio escócia' era uma mistura de lã natural com poliéster ou rayon, mas não tenho certeza.

Pronto, aguardemos a Leticia falar dos conjuntinhos de ban-lon que a mãe dela usava.

Miguel Andrade disse...

Refer, e que cheiro terrível tinham agasalhos de elanca depois da educação física. Jesus!

Refer disse...

Ah é? Pois vc precisava sentir a 'aura' que as pessoas que usavam camisa 'volta ao mundo' deixavam nos ambientes por onde passavam!

Indescritível.

Miguel Andrade disse...

Refer, agora explica o que são camisas "Volta ao mundo".

Refer disse...

'Volta Ao Mundo' era a marca de uma camisa 'revolucionária' de tecido 100% sintético.

A 'vantagem' é que não precisava passar! Bastava lavar, pendurar e no dia seguinte estava pronta pra vestir.

aqui tem reclames da Volta Ao Mundo:
http://www.rhodia90anos.com.br/publicidade01.html

Miguel Andrade disse...

Refer, o bagulho acho que engoliu minha resposta.

Lá vai de novo:

Que poderio era esse da Rhodia, não?

Continua existindo mas na miúda.

Leticia disse...

Não, Refer, não vou falar dos conjuntinhos de ban-lon da minha mãe, não senhor! Aliás, eles voltaram à moda no final dos 90, e eu simplesmente me recusei a usar, de tão jererecas que pareciam em relação aos originais.

Miguel, você não pegou a era do Tergal. O Tergal é o tecido mais nojento já inventado. As pessoas usavam aquela calça impunemente! Quanta gente deve ter contraído cândida, frieira, dermatites naquela sauna! Tudo por causa da dobradura eterna, que não tirava o vinco da calça jamais! Devia ser um atrativo e tanto, porque até então a lavagem de roupas era uma parte predominante na vida de qualquer pessoa. Lavar, esfregar, lavar, quadrar, passar, vincar, engomar o dia inteiro!

Miguel Andrade disse...

Letícia, não peguei mesmo! Toc toc toc!

Related Posts with Thumbnails