quarta-feira, 7 de abril de 2010

Pausa para nossos comerciais

O fino que satisfaz – Chanceller

Nossos amiguinhos publicitários não entendendo de mulher desde mil novecentos e alguma coisinha, né? Mas de clichês e estigmas...

E a garota materialista está no alvo errado! Entre os grã finos presentes no hipódromo, quem você acha que vai bater com as dez primeiro?

O tiozinho, transbordando dinheiro e saúde, ou o bonitão de monocelha ali ao fundo, arrasando no fino que satisfaz? Elementar, minha cara.

[Ouvindo: Monster Hospital - Metric]

5 comentários:

CaVM disse...

Chanceller formou meu caráter. Mamãe fumou Chan. de 1980 até 1993 quando mudou para algum mentolado. Passei o ano de 2003 fumando Chanceller, me sentia o próprio Pedrinho Aguinaga, mas parei quando quase tive um treco após fumar um maço em duas horas regado a vodka e outra coisinha. Desde então só fumo Marlboro Light.
Mas ainda acho a embalagem do Chan. linda de morrer. Chic!

Leticia disse...

Gencthe! Eu lembro desses anúncios mas não "lia" nada disso! Ô, menina ingênua!

Miguel Andrade disse...

CaVM, eu só lembro de Chanceller pra brincar de Stop. Será que ele ainda existe?

E a culpa do treco foi dele? Tipo a azeito na empada. Hahaha

Letícia, nem eu.... Só na "maturidade" (rs) consegui entender algumas coisas.

Fabulastic disse...

Uma vez ouvi duas travestis brasileiras a falar e diziam:

«você gosta de fino ou grosso?»
«ah de grosso. Fino bamboleia lá dentro e magoa.»

e pronto...

Miguel Andrade disse...

Fabulastic, Mas que elegância a das brasileirinhas! :D

Related Posts with Thumbnails