sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

Achados e perdidos

E Onde Andará Dulce Veiga? não é o diabo que pintaram não. Muito divertido como qualquer outro filme do Guilherme de Almeida Prado.

Independente do argumento (no caso, uma adaptação de Caio Fernando Abreu), transcorrem num universo próprio. Cineasta com estilo próprio não é muito comum no Brasil, até porque, não são comuns cinegrafias muito extensas, que duram décadas.

Voltando ao filme, o que não dá pra perdoar é a escalação desastrada de elenco. Caramba! Nem em teatrinho escolar se vê interpretação tão amadora quanto a da Carolina Dieckmann, infelizmente num papel importante.

E aquele Eriberto Leão de protagonista? Colocaram no rapaz uma chapinha horrível, além de, pela lógica do roteiro, ser novo demais.

Outra! A caracterização da Maitê Proença como Dulce Veiga só funciona em preto e branco, veja nas imagens deste post. Nas coloridas (maior parte do longa), parece estar pronta para um baile a fantasia.

Mas olha que coisa mais moderna! Parece que o diretor mesmo disponibilizou o filme para download free no Orkut.

E não só! A parte de brindes do site oficial vai muito além dos papeis de parede. Disponibiliza as canções da trilha sonora em MP3 para baixar de GRAÇA!

Veja também:
Poster de A Dama do Cine Shanghai


[Ouvindo: Creep – Radiohead]

4 comentários:

Everaldo disse...

Miguel!!! Que maravilha de texto, adoooro o jeito como vc faz as suas colocações sem se importar se vão gostar ou não, mas tenho q concordar, apesar de ser fã de Maitê, vc está CERTÍSSIMO, assino embaixo!!
Um abração e Obrigado de novo meu amigo!!!
E Feliz 2010!!!

Miguel Andrade disse...

Everaldo, opa! Vc assistiu também? O filme bate na trave. Por um triz seria um filme muito legal.

Abraços, feliz ano novo também.

Everaldo disse...

Eu Gostei Muitíssimo do filme e da trilha sonora, não sei se vc assistiu A Dama do Cine Shanghai e A Hora Mágica, tb do Guilherme de Almeida Prado, Nos 3 filmes têm a atriz Lyla Van, Pessoas fumando o tempo todo, o narrador contando a história e aquela carinha de filme antigo é o q posso lembrar agora.
Abraços!

Miguel Andrade disse...

Everaldo, sim, assisti a todos dele. Mas o meu preferido é Perfume de Gardênia.

Eu gostei deste por Onde Andará Dulce Veiga? fora as coisas que comentei no texto. Brilhante a resolução do sumiço embora tenha achado boboca a Carolina dar uma de boa moça hetero e apaixonada com guarda chuvinha.

Related Posts with Thumbnails