segunda-feira, 16 de novembro de 2009

Pedagogia que faz falta


Amo criancinha! Amo mesmo. Não na mesma intensidade do que o palhaço Carequinha, mas amo!!!

Só que pirralho mal educado não dá! Fico mordendo o lado interno da boca de raiva de quem poe filho no mundo e o cria como o faz. Nas coxas!

Me coço de vontade de fazer exatamente o que o Roman Polanski faz em O Inquilino (Le Locataire, 1976). Assista!

[Ouvindo: Con Mi Guaguanco – Ray Armando]

14 comentários:

cotrimus disse...

boa.
vou postar no VPI (Vivo pra isso, em sua homenagem)
bj

Miguel Andrade disse...

Cotrimus, dá muita vontade mesmo! pode postar, hahahah.
Bj

Refer disse...

Eu nunca bateria, sou incapaz de qq covardia.

Duvido de quem diz 'amar criancinhas' porque odeio criança e não acho possível que alguém com algum juízo e um mínimo de bom senso possa gostar dessas criaturas insuportáveis; pra mim, tudo que vem de criança é irracional e detestável.

Se eu ficar milionário, a 1ª coisa que farei será erguer uma estátua a Herodes — esse sim, entendia de criança! — na frente da Maternidade São Paulo.

Miguel Andrade disse...

Refer, hahahahhahahahahhahahahahhahahahahahhahahahahhaha!!!!
Muito bom!

Sim, claro! Seria incapaz de bater. Essa cena apenas mostra o que tenho vontade. Mas o lance da estátua é ótimo!

Leticia disse...

Criança estúpida - pode ver - é um clonezinho da mãe. Se a mãe grita, ela grita, se a mãe chantageia, ela também o faz, se a mãe bate, ela também lhe desferirá um tapinha na cara.

Existem - sim - crianças bacaninhas e adoráveis. Dão um trabalho imenso e sacal, mas é para isso que se têm filhos.

Se não queremos ter esse trabalho - como eu - que não os tenhamos.

Miguel sabe: eu concentro toda a minha reserva de paciência a UM SÓ, porque tem meu DNA e nos damos muito bem.

Agora, filho dos outros, não quero nem saber. Não chego ao ponto de ter instintos estrangulatórios, mas não carrego aquela coisa de mãe universal, não. Cada um trate de seu rebento, e pronto.

Dênis-Donna DeBitch disse...

eu bateria fácil!!! e não acho covardia,chama-se educação à moda antiga!!!hoje qualquer tapinha bem dado e merecido é rotulado de maus-tratos, humpf!!! tem crianças que precisam senão viram adultos insuportáveis ou pior viram aqueles adolescentes insuportáveis, como alguns dos meus "adoráveis" aluninhos...

Fabulastic disse...

Ao que parece Polanski sempre gostava muito de criancinhas...

Veja aqui:

http://www.sabado.pt/Multimedia/Videos/Artes/Polanski-preso.aspx

Miguel Andrade disse...

Letícia, concordo com tudo! Eu gosto de criança e costumo me dar bem com elas, mas reparo que assistir cena de birra em público é coisa cada vez mais comum.

Dênis-Donna DeBitch, nos nossos, né? Hehehe Uma palmadinha na hora certa só faz bem!

Fabulastic, isso é terrível!

Linda Carioca disse...

Olha, eu não concordo com isso ! Tapa na cara não, de forma alguma !

Não sei que filme é esse mas se ele fosse o pai poderia dar uma bronca e até mesmo uma palmada na bunda, mas no rosto, pelo amor de Deus, é uma agressão inaceitável !

Mas mudando de assunto, queria te perguntar algo: tu tem tido problema no twitter ? Não tenho conseguido postar nada... só consigo se forem frases bem curtinhas e ainda assim demora à vera, mesmo minha internet sendo bem rápida !

Beijos !

Miguel Andrade disse...

Linda carioca, claro, a cena é estapafúrdia. Só pra ilustrara a raiva que dá de ver birra de criança na rua.

Não tenho tido problemas no Twitter. Tente trocar d navegador.

Leticia disse...

Tudo neste mundo é um fado. Criança insuportável, como disse, está fadada a isso porque a mãe/pai é insuportável. Daí não adianta agressão externa de espécie alguma, o que só piora o pequeno ente.

Periquito Augusto de vez em quando traz alguma coisa assim da escola, e um olhar, uma reação peremptória e uma explicação já bastam para cortar as asinhas. E não tenho nenhuma dúvida em deixar bem claro pra ele que o mundo se divide em gente civilizada e gente maloqueira. Pelo menos ele descobre isso bem cedo.

Miguel Andrade disse...

Letícia, é isso ai! O problema é que tudo dá trabalho! Educar, explicar, mostrar bons exemplo dá trabalho.

Só não dá trabalho fazer filhos. Não normalmente.

alanoliveira disse...

Reparem que com ou sem palmada o muleque chora. Tudo por causa do barco e não da palmada! Ahaha! Miguel, adoro o blog, minha dose diária de cinema e cultura pop do jeito que eu gosto!

Miguel Andrade disse...

alanoliveira, obrigado! =))

Related Posts with Thumbnails