segunda-feira, 3 de agosto de 2009

Tá tudo dominado


Olhaí como minha mente ta corrompida! Vi esta foto e na hora pensei: “Uau! Ann-Margret e o Elvis Presley descendo até o chão!"

Veja também:
Elvis vai a Hollywood
Bye bye Menphis!


[Ouvindo: Lonesome Town – Ricky Nelson]

12 comentários:

luci disse...

tenho uma foto de elvis com uma dona, parece que foi quando ele voltou da guerra, soh pode. a mulher eh o satanas encarnado. quando postar por ai, te mostro. nossa.

sim, e parabéns pelos sete anos! :D
vida longa a la dolce vita! ;)

Miguel Andrade disse...

Luci, nossa, me monstra! Digo, mostra!

E obrigado!

Refer disse...

Foi essa a única vez que Elvis contracenou com uma estrela de verdade. Ann-Margret acabou com ele, que jurou nunca mais repetir a dose. O filme é Viva Las Vegas que nosotros, adolescentes cretinos, apelidamos 'Viva Las Pregas' e, acredite, achávamos a maior graça nisso. Viva Las Pregas, francamente...

Miguel Andrade disse...

Refer, tenho comichão em comprar os filmes do rei, mas sempre dá aquela preguiça.

Só os assistia quando passavam na Sessão da Tarde, mas não lembro qual era qual. provavelmente era Viva las pregas ;)

Refer disse...

btw, ô Luci, Elvis nunca foi à guerra nenhuma. Ele serviu o exército USA, nas forças da Otan, na Alemanha. Uma vez, numa folga, foi a Paris — provavelmente a foto que vc tem é uma das muitas que ele fez ao lado de dançarinas francesas.

Miguel Andrade disse...

Refer, ah, tem muitas fotos desse período mesmo.

Eles raspando a cabeça e até ele de cuecas.

Refer disse...

MIguel, além de Viva Las Pregas, Elvis fez outros 4 filmes bons: 'Ama-me Com Ternura' (Love Me Tender, que a gente apelidou 'Ama-me Com Presunto'), 'Balada Sangrenta' (King Creole, que seria rodado com James Dean), Flaming Star (com Barbara Eden em começo de carreira e Dolores Del Rio no fim) e Charro!, um western no final dos 60 que a crítica, por preconceito, ignorou. O resto, se o Bartosinho cheirar, vai querer jogar terra em cima.

Miguel Andrade disse...

Refer, tem um filme "recente" sobre ele genial chamado Bubba Ho-tep.

Bruce Campbell interpreta ele, que por uma confusão se refugiou já nos anos 60. O que morreu seria o sósia que ele deixou no lugar.

Hoje vive num asilo, desacreditado por todos de que realmente é o rei do rock, com um tumor no pênis... Fica revendo seus filmes coisa e tal, até que aparece uma múmia egípcia que come os outros velhinhos.

O filme nunca foi lançado no Brasil, infelizmente, mas é muito divertido, vale a pena ir atrás.

Refer disse...

Cheguei a ver uns 2 ou 3 filmes que se referem a Elvis, o mito, mas desse nunca ouvi falar.

Me referi aos filmes de Elvis feitos como ator, não aos documentários, tipo 'Elvis É Assim' — esses, quem gosta da música, claro, acha bacana.

Miguel Andrade disse...

Refer, sim tinha entendido!

Mas Bubba Ho-tep é super relevante. Não é sobre Elvis o mito, é sobre Elvis o homem.

Mas pra falar a verdade, é um retrato comovente (embora cômico) sobre o envelhecer. Envelhecer muito além da forma física.

Eduardo Iribarrem disse...

7 anos e só conheci recentemente... PARABÉNS!!! o La Dolce Vita já é uma parada obrigatória.

Miguel Andrade disse...

Eduardo, é aquela velha história: antes tarde... :D Obrigadão!

Related Posts with Thumbnails