sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Nem sempre se pode ser Deus


Anúncio brasileiro para Labirinto - A Magia do Tempo (Labyrinth, 1986) com David Bowie e Jennifer Connelly. Repare na esperteza da tagline no topo: “Uma estória maravilhosa de fantasia sem fim”.

Dá pra imaginar o departamento de publicidade quebrando a cachola pra encaixar numa frase as palavras “estória” e “sem fim”. E não adiantou ABSOLUTAMENTE nada...

[Ouvindo: Getta Bloomin' Move On! (Self Preservation Society) – Quincy Jones]

14 comentários:

Rubens Oliveira disse...

Neste link, que falam sobre os maiores filmes dos anos 80, eles postaram esse filme.

http://blog.webmarket.es/las-50-mejores-peliculas-de-los-anos-80/

Miguel Andrade disse...

Rubens, como todo filme fantástico da nossa infância, é irresistível a saudosistas.

Miriam disse...

Ah, Miguel! Eu adoro este filme. O poço do fedor eterno é demais.
Beijos.

Miguel Andrade disse...

Miriam, não cheguei a assistir. Nem aquele do Cristal Encantado. Mas morria da vontade por causa das criaturas do Jim Henson.

Nivaldo disse...

Ah Miguel, adiantou sim. Eu adorei este filme. Tenho o vinil com a trilha sonora até hoje e acho a música "Underground" uma das pérolas do David Bowie que poderia muito bem estar no álbum Ziggy Stardust. Aí seria cult até hoje.
Quanto ao Cristal Encantado (acho que era The Dark Crystal, o título original), assisti nos Estados Unidos no cinema. Depois, quando saiu em VHS comprei uma edição para guardar. Só que, como boa parte de minha memorabilia, deve ter se perdido entre um caminhão e outro da Graneiro (será que ainda existe esta transportadora?). Mas os dois filmes são fantásticos, principalmente por causa das criaturas que o Jim Henson deu vida. A D O R O!!!

Miguel Andrade disse...

Nivaldo, mas me referia em termos de bilheteria. tentou carona na história sem fim, mas não foi tão bem sucedido quanto.

E que velha ilusão a nossa achar que os bolorentos VHS eram pra guardar pra vida toda... Tenho pilhas deles até hoje, e muitos deles nem devem estar mais bons.

Cris disse...

Não vi o filme, mas atóron a música-tema (Underground).

Miguel Andrade disse...

Cris, ai ai ai, lá vou eu caçar isso... 1, 2, 3..... Jáááá´!

Calabouço do Andróide disse...

Esse eu assisti no Cine Tem-Tudo, em Madureira, que de brinde dava adesivos do filme.
Peguei uma penca de adesivos, que se perderam com o tempo, restando apenas 1.
Guardo como se fosse um tesouro.

Miguel Andrade disse...

Calabouço, pelo menos sobrou um! Fui pouquissimo ao cinema quando era guri.


Me envergonho de alguns dos Trapalhões ou da Xuxa que eu ia assistir na estréia e no outro dia levava minha irmã menor na matiné.

Calabouço do Andróide disse...

Com relação a Xuxa, você tem realmente que se envergonhar.
Já no caso dos Trapalhões, começa a se tornar vergonhoso a partir de “Os Heróis Trapalhões - Uma Aventura na Selva (1988)”. Antes disso você está perdoado.

Miguel Andrade disse...

Calabouço, não! Eu via a partir dessa faze. Tipo Os Trapalhões na Terra dos Monstros, A Princesa Xuxa e os Trapalhões, etc. Mas também, era tudo o que tínhamos na época em termos de cinema nacional para crianças...

Aliás, não mudou muita coisa de lá pra cá!

Gastão disse...

Eu era fã de "As the world falls down". Putz, só agora vendo este post percebi que a moça era Jennifer Connelly.

Miguel Andrade disse...

Gastão, era ela em vários! :D

Olha este post http://cidadaoquem.blogspot.com/2009/12/4-vezes-jennifer-connelly.html

Related Posts with Thumbnails