terça-feira, 31 de julho de 2007

James e o Pêssego Gigante

Êeeeeeeeee! Chegamos ao 5º post especial de aniversário! E parece que foi ontem, né não? E amo celebrar aniversários! Se este blog fosse uma criança, já estaria quase na primeira série... Ux! e me pediria uma roupinha nova de presente, já que este layout aqui já deu... “Olha, este ano está complicado, papai anda muito ocupado! Fica pro Natal, sim?”. E blogs são coisas que a gente mantém porque é teimoso e/ou não tem nada mais interessante para fazer na vida. Se bem que não ter nada mais interessante para se fazer na vida por 5 anos é falta de coisa pra chuchu!!! Meia década de poluição do cyber space! Ok, ok! Preferia que fosse de polução, mas absolutamente nada é perfeito! Wow! E poucas coisas me constrangem mais que fuçar os arquivos daqui. Benza-deus não sou o mesmo de 5 anos atrás... Dá até quase pra ouvir a Gloria Gaynor com aquele hit 70’s, né? Talvez por isso me seja tão grato festejar aniversários. Com ou sem loira glamourosa emergindo de um bolo gigante! “Everybody! Everybody!”

[Ouvindo: Killing Me Softly With His Song – Roberta Flack]

terça-feira, 17 de julho de 2007

Artistas e Modelos

Fiquei sabendo do casal que caiu de um edifício em NY. Na hora associei com algo romântico do tipo amor impossível, Romeu e Julieta ou coisa que o valha, mas parece ter sido fubá do grosso. Estavam pelados! A polícia local (do tipo CSI, pelo menos na minha imaginação) não teria achado indícios de outra coisa a não ser que tentaram dar uma boa bimbada no topo do prédio e na empolgação já era! Splash! Isso sim é que é hardcore... Sabia que tinha alguma coisa errada com aqueles engravatados de Wall Street... E sexo por sexo, tenho trabalhado tanto que praticamente não me sobra tempo para nada! Nem pra isso! Só se a minha cara metade tivesse alguma tendência para a necrofilia, o que não é obviamente o caso. Chego em casa já procurando a cama... Ou sofá. Ou qualquer coisa que me permita dormir. A propósito, não ronco! Tenho um leve ressonar... E gente que trabalha demais não faz sexo. Nem possui blog, né? Porque qualquer atualização nestas circunstâncias é um sacrifício abissal. Ainda mais passando o dia pensando em CMYK, centímetros, milímetros, centenas de DPIs, e depois, capengando de cansaço, refletir em RGB, pixels e em uma miséria de resolução. A parte boa é ter o prazer de criar a capa de uma revista em glorioso papel brilhante. Tá?

[Ouvindo: A Song For You – Kimiko Itoh]
Related Posts with Thumbnails