terça-feira, 26 de junho de 2007

O Príncipe e a Corista

Não há dúvidas de que isto aqui é a maior invenção desde os utensílios plásticos a R$ 1,99! Afe, em tempos remotos coisas como a banda Calypso teriam tomado de assalto todos os lugares imagináveis e seria um upa nos livrarmos... As gravadoras bem que tentaram. A poveza preferiu pagar cincão em um CD na banquinha da esquina ou baixar o MP3. E não houve apresentação em programa de auditório domingo à tarde que resolvesse! Filhinha, vá jogar esse cabelón oxigenado em outras playas! E contadores de blogs não mentem jamais! Omitem mas não mentem. Boa parte de quem entra aqui vem no rastro de sacanagem da grossa... Ou de pornochanchadas com aquela atriz angelical nas novelinhas exibindo seu lado devasso na tela grande. E se milhares de pessoas buscam pornochanchada, qual o mistério para não se ver esse gênero tão brasileiro à venda em formato DVD? Com a Internet parece evidente que o mercado aponta para um lado e o consumidor caminha para outro. Oh! E porque não há um produtor que convença Helena Ramos a voltar ao cinema é outro mistério. Estrela de títulos sugestivos como As Cangaceiras Eróticas, O Clube das Infiéis, Kung Fu Contra as Bonecas, Me Deixa de Quatro, entre outros, não dá as caras há muito tempo em lugar algum. Foi justo em Mulher Objeto, obra prima dirigida por Silvio de Abreu, um dos brasileiros verdadeiramente geniais da atualidade, que sua biografia demonstrou força para virar um roteiro. Reza a lenda que a humilde menina do interior, ex-operária, ex-telemoça do programa Silvio Santos, estava um pouco acima do peso para aparecer desinibida em quase 70% desta película, o que a obrigou a procurar um médico. Apaixonaram-se a ponto de, mesmo depois do filme que a transformou em diva da Boca-do-Lixo, preferir a vida pacata de mãe e dona de casa. Quase igual à história da Grace Kelly...

[Ouvindo: Are You Lonesome Tonight – Elvis Prestley]

quinta-feira, 14 de junho de 2007

O Vale das Bonecas


Cansei! Cansei de não ter mais com o que me preocupar... Passei a acompanhar fervorosamente os passos da Paris Hilton! Também se não quisesse pobre de mim, né? Todos os dias há uma noticia sempre fresca da herdeira daqueles hotéis em todos os lugares. Não é preciso assistir ao programa do Leão Lobo nem nada. Minha mãe assiste! Explicou-me que é pra ficar bem informada. Só de pensar que eu saí de dentro dela... E minhas tardes não serão mais as mesmas sem a Claudete Troiano!!! Meu programa trash preferido enquanto almoçava Nissin lámen com groselha vitaminada Milani. Yahoo! Foi lá, com a sensitiva Sônia Fernandes, onde descobri que as rachaduras aqui de casa são culpa dos espíritos zombeteiros! E a Fabíola Reipert (aquela que fez jornalismo pra escrever que ouviu dizer) contou na sua coluna, assim, sem maldade alguma, que uma apresentadora da Band chegava todo dia com bafo de álcool pra fazer seu programa. Até já havia levado pito da direção. A notinha era assim mesmo, sem citar nomes... Mais? Li em outro lugar que a Claudete botou a boca no trombone: Só rodou porque a Márcia Goldschmidt seria amante de um chefão de lá e exigiu seu camarim... Wow! Deve ser bem divertido trabalhar por lá, né? Gente coisa é outra fina. Ah não! Noticias de Brasília estão chatas pra cacete. De uma banalidade atroz! Mas o que mais me intriga na realidade, é que enquanto quero um pouco de glamour nesta vida, o Betinho desejava matar a fome das criancinhas...

[Ouvindo: Needle In The Hay – Elliott Smith]

terça-feira, 5 de junho de 2007

O Dia Em Que A Terra Parou

De todos os cadernos que um jornal pode ter o que lerei por último será o de ciências. O de esportes então vai direto pro Agente Boris Bola. Aquele cãozinho fazendo xixi é tal e qual a batatinha quando nasce, esparrama pelo chão... Ciência, física e adjacências são bacanas coisa e tal, mas não é sobre o que busco saber as últimas novidades. Fico curioso quando descubro, por exemplo, coisas sobre planetas do nosso sistema solar, tão próximos e ainda tão desconhecidos. Ou pior! Daqui da Terra mesmo, como algo sobre a inteligência dos golfinhos ou a sexualidade dos camarões. Sabe-se pouquíssimo sobre tanto... Aliás, duvideodó que os animais sejam tão irracionais quanto afirmam. Se eles aprendem (como nós) por observação, então não me venha dizer que não tem algo muito misterioso aí! Gostava daquela frase que o Lombardi lia quando encerrava o TV Animal. Era sobre o dia em que o animal será reconhecido como inteligente, e qualquer crime contra ele será um crime contra a humanidade. Ou mais ou menos isso... Quiçá crueldades como pesca esportiva sejam abolidas. Veja só, o caboclo desocupado ferra a boca do peixe pra depois jogá-lo de volta a água sem mais nem menos. E já ouvi que peixes possuem um metabolismo que imediatamente se regenera... Tal e qual a buzanfa da mãe do pescador! Humpf! Oh, sim, como esquecer da cafonice que são os rodeios? Já que torcer pelo boi parece ser inútil, todo peão de rodeio deveria ser obrigado a praticar ball stretch pra dançar a macarena. Ugh! Só pra ver o que é bom pra tosse, né?

[Ouvindo: Sabotage – Beastie Boys]
Related Posts with Thumbnails