sexta-feira, 2 de dezembro de 2005

Guerra nas Estrelas



Raras as vezes em que releio um livro. Esta semana foi uma delas! A biografia de Marilyn Monroe assinada por Donald Spoto. E não é uma biografia qualquer, é A biografia, escrita por um historiador, o que nos poupa de um bocado de fofocas e mentiras nada salvadoras... O autor deixa bem claro que o que não falta são inverdades absurdas a respeito da maior estrela (no sentido bruto da palavra) que o mundo já viu. Claro que, na época de Sarah Bernard, a mídia ainda engatinhava, e como bem lembrou a Garota em O Pecado Mora Ao Lado, uma única aparição na TV para anunciar pasta de dente representa uma audiência muitas vezes maior que a platéia que Bernard teve em toda sua carreira no teatro! E sempre quando acabo de ler dá aquela coceira de sair por aí fazendo arruaça com quem ainda propaga aquela imagem de devassa ninfomaníaca. Vontade de uma espécie de guerrilha cinematográfica. Se me sobrasse um pouco mais de tempo e vontade de aprender, poderia começar aqui pela net mesmo, pegando umas aulinhas com aquele nosso amigo do sabre luminoso. Virar uma espécie de Cecil B. Demented pró Marilyn! "O quê? Sua locadora tem aquele filme com aquela bagaceira fingindo ser Marilyn? Pow! Tinha!" Ou quem sabe bater de porta em porta, tipo Tê Jota mesmo, contando pras pessoas a Grande Verdade. "Toc Toc Toc! Bom dia, minha senhora! A senhora sabia que Marilyn nunca foi amante de JFK, nem tampouco de seu irmão Robert? A senhora foi enganada! E nem em seus últimos dias estava neurótica, desempregada, sem amigos... A propósito, esqueça a hipótese de suicídio, queima de arquivo etc! Está tudo nas escrituras!". E é sacanagem quando a comparam com Madonna, talvez a loura (?) que mais tentou chegar perto da lenda M.M. Achar que a principal diferença entre as duas é que a atual sabe muito bem aonde quer chegar, e a outra foi simplesmente levada e dominada, é simplificar demais as coisas. Já em 1954, Monroe abriu fogo contra as louras laqueadas e ocas que o estúdio lhe impingia e, em plena vigoração do star system, tentou levar sua carreira sozinha, abrindo sua própria produtora. Numa época em que a mulher era considerada figura meramente decorativa na sociedade. E que declarações inspiradas sabia divulgar pela imprensa... Talvez uma das melhores seja a de que não queria ser rica, mas apenas maravilhosa. Ou neste telegrama, enviado a Robert Kennedy e esposa, datado de 13 de julho de 1962, em plena luta contra a Fox:
"Prezados Sr. e Sra. Kennedy:
Eu teria o maior prazer em aceitar o convite(...). Infelizmente, porém, estou envolvida numa luta de protesto pela perda dos direitos da minoria, como uma das poucas estrelas que ainda restam neste mundo. Afinal, tudo o que pedimos é nosso direito de cintilar."
Ninguém, puramente humano, cintila mais que Marilyn Monroe.


[Ouvindo: Duke Ellington - Cotton Tail]

8 comentários:

Júnior Metheoro disse...

Cada geração tem o mito que merece, eu acho que na verdade, cada geração escolhe os seus mitos.

o mito desta, por mais comercial que seja é a madonna.

como o mito de outrora fora a M.M. (não comparando as duas, claro)

=p

Miguel Andrade disse...

Junior! M.M. é atemporal!!!!

Lívia disse...

Caro Miguel, quem sai por aí emporcalhando os blogs alheios são pessoas como vc, com a mesma educação que a sua. Respeito e educação vem de berço meu caro, e serve pra net e pra fora dela tb...e vc, com seus comentário medíocres mostrou bem que não tem nenhuma...não lhe pedi pra comentar no meu blog, poderia ter saido do mesmo jeito que entrou, aliás nem sei pq motivo foi lá, pq pessoas como vc eu dispenso, e com certeza não iria me fazer falta...

Lívia disse...

Tem toda razão Sr° Sabe Tudo a experiência de entrar no blog das pessoas e ser grosseiro essa realmente só vc tem, ninguém tem culpa se vc é mal-humorado, metido a saber tudo, irônico, pq não tenta bater a cabeça na parede pra vê se melhora...vc tem muito que aprender e a crescer ainda, mas está explicado essa sua rebeldia gratuita, vc precisa deixar as fraldas primeiro, as crianças constumam fazer isso qdo querem chamar atençao e não conseguem de outra forma...e pra quem não gostou do meu blog está indo muito lá...Cresça e apareça!!!!

Brett Penace disse...

Não consigo ver M.Monroe como um mito. Entendo sua importância, mas não a idolatro

Lívia disse...

Olá, Sr. Sabe Tudo!...Vc se acha lindo e maravilhoso, o gostosão né? deveria se olhar mais no espelho...com certeza deve ser muito inteligente tb, pra analisar se uma pessoa é ou não madura apenas olhando a foto dela...se não quer visitas no seu blog, então acabe com ele...Uma coisa vc tem toda razão, realmente eu desisti de arrumar um macho, pq já tenho um a 23 anos...coisa que vc com sua inteligência toda, metido a saber tudo não consegue, deve viver sozinho, sem ter ninguém, também quem que quer e que aguenta um mal amado, ignorante, metido e mal-humorado como vc...eu nem lembrava mais o recado que tinha colocado no seu blog, e não escrevi nehuma palavra desrespeitando vc, portanto, vc com toda a sua ignorância, foi até o meu, ofender a mim e as pessoas que lá comentam...tem mais, eu não preciso entrar nos blogs pra chamar atenção, qdo entro e não gosto saiu sem ofender ninguém...experimenta tirar uma foto com uma melancia no pescoço e coloca num outdoor...ou então procure um psicólogo e vai se tratar, vc deve sofrer de rejeição ou algo desse tipo.. Passe bem, doente!

Miguel Andrade disse...

Bret, os amigos de Miss Monroe compreendem sua opinão!

Sr. Lívia, ok, meu filme fsvorito no moento é Mulheres á beira de um ataque de nervos. Já me diverti, agora pedala e vê se não sai mais por aí emporcalhando blogs alheios...

Anônimo disse...

Não concordo com nenhuma palavra sua impressas aqui, a respeito de Marilyn.
Ela foi, antes de mais nada, um ser humano...Teve sim caso com os Kennedys, qual o problema em aceitar isso?

Ninfomaníaca ou não, ela tem o direito ter ter a história dela intacta e, David Spoto se enganou em algumas coisas a respeito de Marilyn.
Ela, sem dúvida, foi uma grande artista e mulher, teve seu problemas pessoais (que problemas!), mas querer simplificá-la como vc a coloca aqui aí, já é demais!

Related Posts with Thumbnails