domingo, 21 de setembro de 2003

Dó Ré Mi Lá Sol
Se tem algo que nunca contestei nessa vida, é que há mais alguém nesse emaranhado de estrelas... E que céu bonito tem Itapeva! Você precisava ver!!! Já vi OVNIS umas duas vezes e não só em Pedra Chata... Inclusive no mesmo lugar onde a Rita Lee já viu, na Vila Mariana! 3 luzinhas brincavam cá e lá, como se fossem borboletas luminadas, mas em movimentos geométricas! Mas mais bizarro foi quando vi na chácara do Lôrero um Totoro! Bem parecido com um daqueles que aparecem no filme de Miyazaki. Uma criaturinha de luz leitosa caminhando em direção às pernas de uma amiga! Fiquei tão embasbacado que nem comentei, fiquei olhando, olhando, depois, quando sumiu na escuridão é que me lembrei de falar pra todo mundo... "Foi a dúzia de cervejas!", ouvi... Trufas! Já postei sobre isso, hug? Mas não duvido de nada! Ainda se estuda a inteligência de animais óbvios como o golfinho, cachorro, blablablá, o que me garante que realmente foi uma alucinaçãozinha? Mas de coisas do céu, aqui é óóóóótimu para isso! Volta e meia ouvimos causos de aviões das forças aéreas vistos caçando homenzinhos verdes! Talvez venham catar minérios,vacas, caboclos de mente aberta etc, etc! Muito triste se a vida for só isso mesmo, com pessoas de duas pernas (em sua maioria), dois olhos, e cérebro de noz! Se eu fosse um alien, só não implantaria um Chip na cabeça da Elba Chips, que acabou usando todos esses conhecimentos milenares a favor do Serra, o que não significou muita coisa, né? Marsian translation: Tá tá! Tá tá tá tá tá tá! Tá tá tatatatá!!! Tá tá tátá tá tá tá tátátá! Tá tátá...

sexta-feira, 19 de setembro de 2003

A liga extraordinária
O que a gente não faz por uma rendinha extra... Precisando de grana fiz animações infantis! Assim, com a cara e a coragem! Mais coragem do que cara, já que a maioria dos personagens eram mascarados! Santo acaso! Na maior vergonha, ninguém sabia quem estava por traz daquela misteriosa máscara!! Já comprei muitos CDs, VHS, joguinhos pro Playstation, graças aos benditos Pokemóns! Sim, sim! Eu fui o Ash!! Huahauha Certa vez um garotinho de uns 7 anos passou boa parte da festa olhando pra minha cara até que puxei assunto, e ele: "Você não é criança!", e repondi com a maior cara de pau do mundo:"Quêêêêê? Claro que sou!"... "Mas você tem a cara verde, igualzinho a do meu pai quando não faz a barba!". Era chato quando a chefe tava junto e nos obrigava a ficar em estado de alegria fulminante durante 90 minutos! Ou quando na hora dos parabéns (e como é muito mais chato cantar essa musiquinha quando nem se conhece o infeliz!), com um garoto de uns 90 quilos no colo e a mãe se encata e chama parente por parente pra tirar foto junto com o Batman! Imagina o sorriso forçado! Vontade de arremeçar o trambolhino a metros de distância!!! Aliás, Batman era o mais bacana, e fui o interprete oficial da empresa... E sexy, sexy! Bastava colocar a másca e ficava com a boca em formato de bico. Todo de preto, e só a parte da boca de fora! De bico, com jeito de beijável! Ux! As festas eram infantis!!! As festas eram infantis!!! De qualquer forma, um ser com quase dois metros de negro andando de um lado para o outro não tem como não chamar a atenção! A Bianca era a Mulher Gato, personagem que odiava encarnar perante os piralhos. Reclamava da sexualidade evidente do unifome coladinho e de sua vontade de sair dando patadas na cara de petizada. Saudades da lôruda! Imagina que engraçado esses aniversariantes, adultos, descobrindo a farsa que foi seus aniversários! E olharão aquelas fotos que jamais verei se ficaram boas! Outra foto que eu pagava pra ver! Eu de barman em uma rave, quando o representante da tequila, que patrocinava a noite, pediu para eu tirar uma foto servindo dois go-go boys semi-nus! Imagina a minha cara de bêbado, ás 4 da manhã, de sorriso amplo... Detalhe, vivia discutindo com os moçoilos, porque ficavam saracutiando em cima do meu balcão, e isso me irritava! Nem lembro porque me irritava, mas me irritava e isso já era o bastante. Minha rabujice vem de longa data, veja só! Nem pobres jovens rapazes escapam dela!

Ouvindo: Perhaps Perhaps Perhaps - Doris Day

quinta-feira, 18 de setembro de 2003

Ricochete e Blaublau
O maior inimigo à vida decenda feminina é a própria mulher! E tenho dito! Tô fora! No começo deste ano presenciei uma cena que me chocou por dois motivos: 1º que tudo pode mudar a qualquer momento, e quem é muito corretinho e pensa que tem controle de sua vidinha pacata está redondamente enganado! 2º, o ser humano é mais sórdido do que se pensa! A Glenda tinha tido uma de suas crias durante a madrugada toda e eu nem tinha ido dormir ainda. Eram umas 8hs, verão, sol a pino. Tinha um carinha pintando a garagem da minha casa. Aquele silêncio de cidade "pacata" do interior pela manhã, e assim, de repente, assim como todas as coisas estapafurdias que acontecem nesse mundão de Deus, um grito! Aliás, depois eram vários gritos cada vez vindo mais perto: "Socooooooooooorro! Levei um tiro!"... Imagina o susto? Moro em um bairro classe média, e mesmo nesta cidade, revólveres, tiros e Cia nunca foram muito habituais. Levantei e fui ver o que era, o pintor já tinha mandado a senhora sentar-se numa calçada! Wow! Ela estava baleada!!! Ninguém pensou que quem tinha feito aquilo podia estar vivo e apareceria atirando em todo mundo! Nunca tinha visto alguém perfurado no peito de verdade, e deve doer pra caráááááááááá....mba! Falava com dificuldade, minha mãe a conhecia de vista e começou a chorar, a mulherada de toda a vizinhança foi se aproximando e a fazer escândalo! "Nossa, fulana! Como isso aconteceu?" "Puxa, beltrana porque isso?" A coitada toda ensangüentada e não parava de ouvir a mais tolas perguntas. Fiz minha parte mandando elas calarem a boca e conversarem sobre assuntos mais amenos, e liguei pra vir uma ambulância. Nada e nada! O tempo passando, retornei a ligar mais umas vezes, e ouvi que era para ter calma!!! Nesse meio tempo tentaram parar carros na rua para leva-la ao hospital, poucos pararam, e um dos que parou falou que só levaria se antes pudesse ir em casa forrar os bancos do carro (!!!!!!!!!!!!!!!!!!)! Assim que o resgate chegou e a tirou dalí, pronto, todas aquelas preocupadas donas de casa começaram a descer a lenha! "Sem vergonha, ia toda hora pedir dinheiro pro ex marido!" "Só procurava o ex marido pra pedir dinheiro pra filha, agora tomou o seu!" Putz, como assim? Ela é vítima e culpada ao mesmo tempo? Outro caso bizarro, um casalzinho fino hi-class da cidade! O cara espancou a moça, quebrou o maxilar, tentou mata-la batendo o carro contra o poste, foi preso, e todas as periquitas querem ver ele solto! Nem conheço nenhum dos dois pessoalmente, por tanto nem posso defender levianamente um ou outro, mas torcer pela justiça é o mínimo de um ser humano! S-E-R H-U-M-A-N-O!!!! Menos levianismo e ética que num tô podendo!!!! O fato desse sexo ter aceitado ser chamado impunemente de "ordinááááária" como elogio já é revoltante! E pelos exemplos do dia-a-dia, nota-se que isso não era nada demais, afinal...

Ouvindo: hardcore junkies - ROTTERDAM TERROR CORPS

quarta-feira, 17 de setembro de 2003

ER


Dia corrido! O Matusa voltou do médico com sua saúde "aparentemente" restaurada! Mas dá meio doido, se recusando a lembrar de algumas coisas de seu passado... Mas foi meio estranho vê-lo com as entranhas pra fora, como se fosse uma gigantesca barriga esfaqueada, sem verter uma gota de sangue, sem dar um elétrico piu. Também não é agradável ver um desconhecido (mesmo que um médico caridoso com cyber senhores de propriedade de jovens senhores sem um puto para pagar) revirando-o de cabeça pra baixo. E ainda ganhou um banho de água e sabão! Dá pra acreditar nisso? Com saúde e cheirozinho.... Curioso é que o cara falou o que todos falam assim que começam a cirurgia: "Porra, como ele tá bom de memória!" Então, porque será que ele resmunga tanto? Funga a cada programa aberto, por mais idiota que seja... Se eu fosse um exterminador de baratas tentaria alimenta-lo com "O" produto, só não seguiria seus pedidos homicidas, que talvez começasse a ter! Nem sairia brincando por aí de Guilherme Tell, of course! Mas para poder ter uma vida virtual mais tranquila toparia na boa dar-lhe uns aditivos extras...


[Ouvindo: le flic et la fille - ARLING & CAMERON ]

sábado, 13 de setembro de 2003

Dançando no escuro


Depois que a webcam chegou, fotos, fotos e fotos! Incrível como estou diferente a cada imagem, e agora descobri que mudo independentemente de corte de cabelo, óculos etc! Sabe quando a gente sai na rua e ninguém olha? Não é culpa da roupa, ou cabelo desgrenhado, é coisa do dia mesmo. Tentei tirar umas hoje, e ao contrário das de ontem, fiquei péssimo! Tava as organizando e resolvi fazer uma pastinha para guardar as melhores (sim, sim, ego puro desavergonhado!). De 135 (que já eram automaticamente selecionadas) sobraram 32. Observando-as cheguei a algumas conclusões: Fico melhorzinho com cigarro na boca (!!!), e cara de poucos amigos. Gostei das de ontem mostrando a tatoo, que aliás, tem coçado pra caramba! Outra coisa notável é que, na maioria, escolhi as de cabelo curto, e sem óculos. Só agora cheguei á conclusão de que não vejo graça em óculos. Nos outros acho tudo, mas em mim... As mais recentes figurinhas (TODAS carimbadas) por quem me apaixonei tinham óculos! Passei a infância usando aqueles de arame retorcido, sabe? E sonhava com o dia em que teria uns com lente. Depois de muitas topadas em portas fechadas (tal e qual Marilyn em How to Marry a Millionaire...) e sacrifício para ler legendas em filmes consegui convencer a oftalmologista que 4 olhos eram necessários. Aconteceu o mesmo que o Chanler de Friends, ninguém percebia a grande novidade, parece que sempre tive cara de óculos! A princípio era só para usar de vez enquanto, mas como sonhos são sonhos, os uso o dia todo sem realmente precisar. Graças a eles vejo o brilho da lua novamente, e na rua, o rosto de quem está a mais de 2 metros de distância me acenando. Se não, vejo as pessoas como a aparição da Nossa Senhora em Fátima, corpos com rostos disformes. Também sou muito porco e distraído para usá-los. As vezes não estou vendo absolutamente nada de tanto que as lentes estão engorduradas e só percebo isso depois de muito tempo. Pelo menos na hora das fotos, ou momentos especiais, vou evitá-los. E se for pra usar lentes de contato, prefiro eles. Se houvesse grana para ter diversos modelos aposto que não estaria enjoado. A propósito, ando muito enjoado ultimamente...


Ouvindo: harry houdini - KON KAN
Instinto Selvagem

Se há uma época que me deixou saudades claramente sei que não foi a década de 80, e seus gliteres e neons. Sabia pouco do mundo para me apegar aquilo! Os 80 devem ter sido bons para minha irmã mais velha que lia Capricho, a Revista da Gatinha, viu Rock Estrela no cinema, e achava o Paulo Ricardo um gato. Ugh! Minhas mais doces memórias ficaram nos 90! Mais precisamente na primeira metade da década, com Madonna provando que podia ser mais que uma imitação tosca da Cida Lopes, Pet Shop Boys gritando Go West, etc, etc, etc. Fiz o site sobre My Own Private Idaho na verdade como desculpa para relembrar esse período um tanto quando promissor para a perda de vergonha do mundo pop. Lembro com prazer de quando era menor de idade e mesmo assim entrava em motéis baratos com idisfarçaveis cheiros de mofo, ou casas de basfond na cara dura! Jamais fui barrada por causa da idade, porque provavelmente aparentava bem mais do que tinha. O crescimento galopante da barba talvez tenha ajudado, além do incrível fato de minhas espinhas terem se concentrado na região das costas e não na cara! Lembrei disso tudo hoje ao achar uma caixa com minha absurda e gigantesca coleção de flyers! E nem fui muita da fuzarca não senhora, hein? Era tudo praticamente experiências sociológicas! A única pessoa que "conheci" (se é que você me entende!) na noite acabei ficando junto por quase 8 anos!!! Sim, sim, sou bom moço! Ok, era chegado a uma boa Marie Claire (como chamávamos, entre os mais chegados, aquele sensível fio branco ), mas bom moço mesmo assim! Claro que teve uma vez que quase subi no telhado graças a ela, mas como diria o Tito: "vale!". Nem tudo foram baladas, sorrisos e cervejas long necks (a última novidade) com dois canudinhos, mas para mim tinha chegado "O" momento para o qual esperei a vida toda, e ao que tudo indica, aproveitei ao máximo! A adolescencia tinha deixado, enfim, de ser um pesadelo. Esses anos em que vivemos (e que nem sei como os chamar. Anos 0 talvez?) estão tão chatinhos, com todos atirando para todos os lados, um eterno clima de já te vi, com qualquer serzinho da classe média tentando se destacar na última cyber moda que algum desocupado gringo inventou... Humpf! O fim de qualquer romantismo de uma forma geral, quando bastam apenas um baseado, um blog, e um blockbuster com sombras messiânicas para as pessoas se acharem revolucionárias. Nem mais sarcásticos podemos ser...


Ouvindo: I.F.O. (identified flying object) - Deee-Lite

sexta-feira, 12 de setembro de 2003

The Muppet Movie

As vezes ficar acordado de dia e dormindo de noite como todos os mortais (ok, eu não sou Drakul mesmo!) tem suas vantagens! Quase estourei de tanto rir com o programinha da Sônia Abrãao! E não é que ela teve a insuspeita honra de entrevistar em seu estúdio e ao vivo o Seu Barriga? Mas o que valeu o dia foi quando apareceu o dublador original, um tiozinho de terno e gravata torta. Daí quando foi abraçar o ator mexicano (muito mais gordo que no programa) , o velhinho ainda teve que subir um degrauzinho com muita dificuldade, saiu-de com a máxima:"Se eu soubesse que minha vida ia durar tanto teria me cuidado mais!" Huahauahuahaua Valeu meu dia! O que valeu também foi ter ficado vendo meus episódios de Os Simpsons e achado essa sátira da Xuxa! Dei até print screen ! Raríssima imagem! Ela aparece no episódio especial de natal do palhaço Krust, como a gracinha vinda da América do Sul com nome impronunciável!!! Fora ela, de brasileiro famoso a dar um olá em Springfield, só o Pelé... Ironia do destino, não?

Ouvindo: Whats The Buzz - JESUS CHRIST SUPER STAR CAST

quinta-feira, 11 de setembro de 2003

Carne Trêmula
Não consigo para de pensar em um gigantesco PC Esperança! Sim, sim! Vc doa duas merrecas e fará um blogueiro feliz em lá maior com um PC novinho! Tenho ficado preocupado, não posso ficar sem o Matusalem agora! Não agora, justo agora!!! É um tal de estouro de pilha, VXD, e a maldita tela azul... "A tela é azul"... Desculpe o trocadalho do carilho!!!! Sem falar que a conexão cai depois de uns 10 minutos des de sábado... Uns 400 pulsos a mais e ainda é só o começo do mês. Deus salve a América! Agora a pouco fiz a loucura de reinstalar quase inteiro e sózinho! Drive por drive! Ux!!! Se é verdade que o que não mata engorda, ele deve estar pesando uns 80000 GB! Se for virus danou-se, porque o AVG (atualizadíssimo!) nunca capta nada. "Escova não me alcança! Escova não me alcança! O batuta (eitcha!) é que tenho me sentido forte e corajoso! Depois de ontem posso até doar meu rim! o figú nem rola mais, muito provavelmente! Aliás, você sabia que tatuados não podem doar sangue? Nem queria, tenho pavor a agulhadas!!! Huahuahau Mais, se você se declarar homossexual também não? Mas ainda há a patuaquada de grupo de risco? Tinha um amigo que já passou o carão de ir doar e a oncinha nem deixou assim que ele repondeu um questionário. Detalhe, foi sincero e queria realmente apenas doar, ao contrario dos outros não gays que queriam doar só pra fazer o teste de HIV... Muito estranho esse mundo em que vivemos. Por isso, todas minhas preces a um Matusa mais saudável!

Ouvindo: The Black Angel's Death Song - The Velvet Underground & Nico

quarta-feira, 10 de setembro de 2003

Boys don't cry

E chegou o dia em que uma tatoo no meu braço seria inevitável! Foi hoje esse dia!!! Financiada (acredite!) pela minha avó lá fui até o estúdio do Dinho com a cara e a coragem! Fiquei horas para escolher o que marcar "para sempre" no meu braço direito... Sabia que seria algo de origem japonesa (um animé talvez), mas não encontrei nada do gênero nem nos arquivos do Matusalém, nem nas imagens que tinham lá. Me encantei por essa máscara Kabuki, mas não imaginei que ia ficar tão bacana, que me daria tanto orgulho e a vontade de sair mostrando por aí! A minha cara! Sempre ouvi falar em historinhas de pessoas que se embebedaram por causa da dor, choraram, berraram, e que "dói muito". Cada um sente uma dor diferente, mas para mim NÃO doeu nada!!!!!!!! E sou um tanto quanto cagão, fui inclusive com medo de cortar couve na hora H, e quando chegou no momento crucial de sentar em frente a ele comecei a refletir: "Precisar não preciso, então porquê vou fazer isso? E se eu choro? E se saio correndo e ela fica inacabada? Que vexame!!! Mas e se inflama? E se meu braço apodrece? Como vou digitar depois?" Sempre há as possibilidades. Nesse segundo, que pareceu ter durado horas, ter ficado livre da marca seria bem simples, mas não me perdoaria pelo mesmo tempo em que ela agora durará, "para sempre". Quando ele encostou a agulha pela primeira vez o susto! Caí na gargalhada! Ele precisou mandar eu parar pra não errar! Faz cócegas, e lembra uma mistura da trepidação de um barbeador elétrico com constantes mordidinhas de formigas, e só! Lá pela metade do processo não tinha mais dúvidas de que não parará nela! Quem sabe com grana e coragem resolvo fazer um dragão oriental nas costas? Uns diagramas na perna? Óbvio que pela constante duração (3 hs!!!), da sensação bizarra, é quase (QUASE, leia bem isso) incontrolável soltar um berro: Aaaaaaaaaaaah! Mas a alegria de ver ficando pronta e a imagem tão emblemática se cravando em minha pele superou tudo. Claro que a vergonha também ajudou a continuar bem caladinho, vendo revistas com caras que tatuaram de Meninas Super Poderosas, Lady Di, Ratinho (!!!) aos tradiconais e batidos tribais. Na vida a gente ganha tantas cicatrizes, nem sempre agradáveis, porque não dar teu corpo a uma que você escolheu, e o que é melhor ainda, bonita, que te faz feliz ao olhar pra ela?

Ouvindo: Eletricidade - Fernanda Porto

terça-feira, 9 de setembro de 2003

Uma vida por um fio
O Matusalém não anda nada bem... Como naqueles dias... Deseje-lhe saúde! Não tá dando nem pra usar o Yahoo Messenger, nem blogar direito ou navegar! Talvez logo melhore! Talvez logo suba no telhado de vez! Velho cyber senhor pede descanso eterno... Enquanto isso, às 15 hs, estou indo registrar-me como um antigo marujo! "Marcado a frio, ferro e fogo quando a noite vem".


Ouvindo: Rapsody in Blue - George Gershwin

sábado, 6 de setembro de 2003

Eles não usam black tie
A vida real não me satisfaz mais! Não que tenha me satisfeito alguma vez nessas quuuuuuuuuase 3 décadas (wow, hein?) de minha existência um tanto quanto Charlie Brownesca... Mas as paredes nunca me sufocaram tanto. As pessoas todas iguais, muito iguais que me cercam parecem clamar o tempo todo pelo meu cinismo. E uma cidade pequena realmente não ajuda muito nisso tudo. De forma prática, me irrita virar as páginas de um jornal ou revista (meus mais marcantes prazeres terrenos) e NÃO achar links que me levem para algo mais! Nada versus o nada! E as fotos? Meu Deus, não dá pra salvar!!! É impossível comentar isso sem me lembrar de uma tirinha do genial Laerte. O Hugo na privada lendo seu Lap Top e pensando "Que delícia! Papel nunca mais! Muito mais prático ler as notícias do mundo todo a qualquer hora ou lugar", ou algo parecido. Até que ele vê uma barata faceiramente subindo pela parede e não tem dúvidas: POW! Joga o computador nela tal e qual fazia com seu antiquado periódico matutino. Só depois do impulso é que percebe o que havia feito. Mas hábitos não se perdem assim, de uma hora pra outra. Imagino o que seria de mim se agora voltasse a escrever em um jornal sem poder linkar nada! É possível isso? Claro que para o cidadão médio, internet (IG) é só mesmo, Chat (ICQ e/ou UOL), pornografia e trocar aqueles e-mails idiotas com piadinhas (ou desgraças fakes) que vão repassando sabe-se lá porque! Aliás, se no assunto está FFW, ou sei lá o que, já que nem presto atenção assim que visualizo um F ali, vai pra lixeira direto! E ainda o remetente tem até sua 15ª geração futura praguejada por ter entupido minha sagrada caixa postal em vão! 99% do povo não se liga no conteúdo de nada, não lê notícias, ou qualquer outra informação a não ser (talvez e esporadicamente) o resumo de alguma telenovela ou horóscopo. Me diga porque um XP? 7 GB livres da Silva pra tamanhas façanhas? Alguém já disse que dê um computador a um idiota e você terá um idiota duas vezes mais rápido! Pior, o equivalente à cafona declaração de que se é chocólatra é dizer que se é viciado em Internet!

sexta-feira, 5 de setembro de 2003

Cantando na Chuva


"My friend, can your heart stand the shocking facts about grave robbers from outer space?" (Criswell)


Agora posso voar, agora posso ser novamente o que bem imaginar! Entre mortos e feridos (mais feridos do que mortos, é bem certo!) sobrevivi! Tal e qual aquele hit disco, eu sobrevivi! E o espantoso, não me sinto culpado por nada, inteiro e leal como nem o Boris é! Fiel e respeitoso a quem me permitiu expor meus sentimentos. Não menti, não me vendi, não esfaqueei ninguém pelas costas, não vendi meus sentimentos, ou os troquei por um teto ou um eletrodoméstico bacana. Aqui, do alto dessa masmorra posso olhar tudo que acontece aqui embaixo, mais com saudades de carinhos - saudades do inferno, já me lembraram - do que de pessoas. E ainda com novas forças consigo torcer pelo também amadurecimento alheio, e claro, confiar na fantástica e implacável roda da fortuna. Pago o que for para ver ela girar, e quiçá não tardará! No meio dessa confusão toda, desse circulo vicioso do mal, me alivia saber que não deixei de ser eu mesmo, e principalmente, NÃO devo desculpas a ninguém... Devo muitas coisas, devo até minhas cicatrizes, mas não o peso da culpa pela omissão, não o peso de necessitar o perdão. E simplesmente não me faz falta, nada mais me faz falta.


Ouvindo: non, je ne regrete rien - CASSIA ELLER

quinta-feira, 4 de setembro de 2003

É o Tchan do Brasil

Pelas barbas do profeta! Benzadeus que temos barba e podemos contar com uma cara novinha em folha a cada banho! É praticamente a possibilidade de virar uma nova pessoa! Sempre quis ter barba! A minha primeira fiz quando tinha uns 9/10 anos! Mesmo sem ter nada fazia para que crescesse logo! Talvez por isso se eu deixar minha cara some... Ela vai até perto dos olhos... Uma coisa lobisomem mesmo! Quando não a tinha, e era anos 80, quando a moda eram os mulets, divulgadas pelo Macgyver em Profissão Perigo e o Evandro Mesquita da Blitz, eu sonhava em ter BIGS costeletas igualzinho às fotos ou filmes 70's! Quer coisas mais 70's que chamar costeletas de suíças? Minhas costeletas gigantes serão minha eterna marca registrada. Acho tudo! E quando vi em meu primeiro mangá um cara com as suas tão grandes que se juntavam abaixo do queixo? Wow! Minha maior inspiração! Elas também estiveram presentes nas revistinhas de sacanagem suecas, e nas novelas antigas do México, a forma mais legal de se esconder o ponto, já que lá ninguém decora o texto que é soprado pelo produtor. mas o que me ajuda estéticamente é o cavanhaque (ou pêra), tipo o falso usado pelo conde de Parma (também fake) na novela A Gata Comeu, lembra? Meu queixo é muito pequeno, e sempre dá uma disfarçada... Tipo, nem se parece com Noel Rosa, mas está loge de ser igual ao do Cary Grant. Aliás, sempre digo quando me perguntam o que faria se ganhasse muito dinheiro, que ficaria lindo! Não tenho dúvidas! Arrumaria queixo, endireitava os dentes, nariz, cabelo, músculos, etc. Se bem que com muito dinheiro você pode parecer o Costinha que será tudo do mesmo jeito! Tá aí o Luciano Hulk que não me deixa mentir...

Ouvindo: set the controls - DJ ME DJ YOU

quarta-feira, 3 de setembro de 2003

La vie en rose

Prova de bom humor inabalável! Assisti hoje ao Exterminador do Futuro 3 e....... AMEI! Assim, uma bosta, mas eu esperava uma bosta bem maior! Nuuuuuussa! Vi coisas inacreditáveis e perfeitas! Tem uma cena em que a malvadona ( e consequentemente gostosona) persegue os carinhas usando um guindaste e sai levando todos (!!!) os postes elétricos junto! Isso logo nos primeiros minutos! E só pelo fato dessa mesma cyber pistoleira vir ao mundo nuinha e não fazerem piadas sexistas com isso já tá valendo! Óbvio, que não há arte. E até tentei achar algo nele para filosofar, juro... Mas quem gosta de filmes infantilizados vai achar T3 um clássico absoluto! E o Swarza na boate gay ficou bem engraçado! Há algumas soluções inteligentes no roteiro, mesmo que para cada uma delas apareça outras 5 óbvias como convém a blockbusters!!! Mas só pelo final inesperado vale! A milhões de anos luz que não via um com final não "adivinhável"! Será que a alegria do dia me fez não tentar prever nada? Engraçado o mocinho depois de tudo falando aquele texto manjado e apocalíptico em off en tom seríssimo, até encerrar com um "Isto é só o começo!". Putz, eles fazem isso e ainda nos ameaçam com mais? Huahuahauahauah Maaaaaaaaaas também assisti a Procurando Nemo, uma das películas (?) mais fofas, inteligentes e psicodélicas que já vi! E esse pessoal da Pixar não erra nunca? Caramba! Hoje só faltou encontrar o pássaro azul! OK, o Comentar estava fora do ar de novo, mas prometo que, como bom menino, amanhã leio os comentários de ontem e respondo a todos! ;-)

terça-feira, 2 de setembro de 2003

O mensageiro do diabo
Já coloquei em xeque a existência de Deus, sempre com jeitão de malandragem para o zé povinho baixar as orelhas e não fazer malvadezas, assim como os senhores espalharam para seus escravos que manga com leite fazia mal, só pra negadinha tirar o olho grande dos pomares... Mas que Jesus viveu, eu acredito piamente! E que marketing sagrado que sobreviveu tanto e correu aos quatro cantos do globo! E que cara será que ele realmente foi? Se quem conta um conto aumenta um ponto, como diz aquele velho deitado, quem foi ele mesmo? E participei de uma versão de Jesus Christ Super Star! Adivinha quem eu fui? JUDAS!!!!! Aqui só fiz os vilões... Em SP nunca passei de príncipe em pecinhas infantis medíocres! Eu levava semanas compondo o personagem, ia mostrar e a diretora achava uma merda sempre! Não era pra interpretar, era pra fazer "igual aos filmes da Disney"! Na cena final da Bela Adormecida, por exemplo, quando via a Bianca toda lôra de bocona sempre bezuntada de gloss (eu reclamava do gosto, mas fazer o quê?) me inspirei no Bela Lugosi, do Drácula de 31, uma euforia misturada de medo, e turpor... E nada vezes nada! Voltando ao Judas, quase perdi a cabeça! Fiquei uma semana pedindo pra testar a forca e o povo adiando, adiando... No dia, quando baixaram a corda, não desceram tudo, e fiquei com o corpo no chão, e a cabeça levanta... Durante toda a coreografia! Ux, que sufoco literalmente! Vergões visíveis por um mês!!! Ainda bem que não fui a Maria Madalena, pensou?

Ouvindo: So Easy - Röyksopp

Related Posts with Thumbnails